domingo, 29 de maio de 2016

Espectáculo de angariação de fundos "Nas teias da vida"

video
https://www.youtube.com/watch?v=9B0WQiVTQlA&feature=youtu.be


Com o apoio de:
Sociedade Musical e Desportiva de Caneças
Color Shop Infantado

domingo, 6 de dezembro de 2015

Espaço entrevista "Away Make Up"

Olá, para ficares a conhecer melhor os nossos profissionais, vamos trazer até ti algumas entrevistas das pessoas que fazem parte da família "Dóidói"... os nossos voluntários, os nossos "Doutores" e "Enfermeiros" num ciclo de entrevistas:


"Away Make Up"

Lurdes Gomes é agente principal da PSP, tem 56 anos e aos sábados de tarde veste a pele da Dra Lyu Gadura para animar as crianças internadas no "Hospital Beatriz Ângelo em Loures".
Lurdes teve conhecimento da Associação através de uma pessoa conhecida e resolveu inscrever-se, "Já há algum tempo que pesquisava associações onde pudesse fazer voluntariado, só nunca imaginei que o viesse a fazê-lo com um nariz de palhaço".
Quando questionada sobre o trabalho desenvolvido e regras a que estão sujeitos respondeu que "Para mim é um trabalho como qualquer outro, e sendo trabalho existem regras, no entanto e apesar da principal ferramenta de trabalho ser a brincadeira, temos de respeitar o estado de disposição de cada criança e o seu bem estar. Apesar de nos receberem quase sempre de braços abertos e sorrisos estampados no rosto, algumas têm mais receio, tentamos sempre com muita calma quebrar esse receio, mas nunca impondo a nossa presença. A criança tem o direito a não querer a nossa presença... mas confesso que nunca me aconteceu deixar alguém sem um miminho da Dra Lyu Gadura. Transmitir alegria às crianças e ver os acompanhantes destas sorrir, não tem preço".
À Lurdes foi questionado se acreditava que o trabalho desenvolvido pela Associação Projecto Dr Dóidói fazia a diferença àquelas crianças, "Não tenho dúvida, ao nos verem o brilho no olhar é notório, poder brincar, conversar e ao sair deixar uma esfera de alegria por onde passamos não tem preço".
Perguntámos como são recebidos pelas equipas de saúde a trabalhar no Hospital, prontamente respondeu "muito bem, somos tratados como parte integrante de uma equipa que ali se encontra para ajudar as crianças, cada um de sua forma".
Para terminar defina-nos a Associação Projecto Dr Dóidói numa só palavra: "Dedicação".

domingo, 15 de novembro de 2015

Espaço entrevista "Away Make Up"

Olá, para ficares a conhecer melhor os nossos profissionais, vamos trazer até ti algumas entrevistas das pessoas que fazem parte da família "Dóidói"... os nossos voluntários, os nossos "Doutores" e "Enfermeiros" num ciclo de entrevistas:

"Away Make Up"

Rute Carapinha, 30 anos e assistente de loja é a nossa Dra. Xi Coração, colocámos-lhe algumas questões e vamos conhecer esta voluntária.
Rute, mais conhecida como "Té", teve conhecimento da Associação Projecto Dr Dóidói através de uma feira de divulgação de Associações em que participámos em Beja, no jardim do Bacalhau, "Na altura ofereceram-me alguns folhetos informativos. Já tinha ouvido falar do projecto, mas julguei que seriam os voluntários todos profissionais de saúde, o que não me permitiria poder participar deste projecto."
Disse-nos que o trabalho executado é gratificante "é uma forma de nos preenchermos, dar de nós a uma causa muito construtiva, aliás, recebemos muito mais do que damos".
Afirma que trabalham com regras mas com liberdade para criar "É um trabalho que fazemos com seriedade e responsabilidade exigida, com a brincadeira que é requerida e a paixão que nos move pela causa".
Rute acredita que conseguem "dar cor aos dias destas crianças enquanto estão no hospital, pelo menos nos momentos que ali passamos e tentamos amenizar a situação em que se encontram".
Referiu que são bem recebidos, por miúdos e graúdos, mas cabe a cada voluntário adequar-se à faixa etária que abordam, que são momentos que marcam pela diferença quer pelas crianças quer pelas equipa de saúde que acabam por descontrair um pouco também com as brincadeiras.
Rute porquê voluntariar-se? "Proporcionar-lhes um pouco de magia, alegria e olhar os seus sorrisos iluminados é a maior gratificação que podemos ter".
Resumindo a Associação Projectoi Dr Dóidói numa palavra "Alegria".

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Espaço entrevista "Away Make Up"

Olá, para ficares a conhecer melhor os nossos profissionais, vamos trazer até ti algumas entrevistas das pessoas que fazem parte da família "Dóidói"... os nossos voluntários, os nossos "Doutores" e "Enfermeiros" num ciclo de entrevistas:


"Away Make Up"


Desta vez trazemos até vós, Lara Castelo, Team manager de 33 anos.
A Lara teve conhecimento da Associação através de uma amiga que já colaborava connosco, quando questionada porque decidiu voluntariar-se "Sempre quis fazer algo do género, estou sempre disponível para ajudar o próximo, o facto de ser com crianças ainda me ajudou mais na decisão".
Não considera que o que faz seja brincadeira, disse-nos que é um "trabalho - brincadeira onde divertimos «os nossos meninos» e nos divertimos a nós fazendo-o", que existem regras que devem ser respeitadas, "não nos podemos esquecer que trabalhamos num ambiente hospitalar, não podemos prejudicar quem vamos animar nem nos podemos prejudicar a nós, nunca podemos esquecer que eles estão doentes, com defesas enfraquecidas, ou por outro lado com algum vírus mais teimoso".
A Lara foi a nossa primeira mãe "Dóidói", a sua filhota «M» foi ainda animar outros meninos ainda na barriga da mãe, que nesta altura não podia utilizar a sua imagem de marca que são os patins!
Lara acredita que o que fazem faz a diferença, "atenua um pouco aquilo porque estão a passar, durante aquele período de tempo acabam por esquecer um pouco onde estão e porque lá se encontram".
Disse-nos que são, por norma, recebidos entusiasticamente por pequenos e graúdos, pois "as crianças querem muito mexer nos nossos narizes, desenhar-nos para nos oferecerem os retratos, apenas uma pequena percentagem se mostra receosa, ou devido à figura do palhaço ou à bata branca, mas a junção de ambos acaba por vencer o receio e conseguimos vencer os estigmas e conseguimos o que mais almejamos o sorriso, tanto deles como dos pais que por vezes ainda se divertem mais. Assim como a equipa hospitalar que quando dão conta estão no meio de nós e acaba por ser uma ajuda mútua entre Doutores e Enfermeiros de verdade e os Doutores e Enfermeiros Dódóis".

Lara para terminar descreva a Associação Projecto Dr Dóidói numa só palavra: "Enorme".


domingo, 18 de outubro de 2015

Espaço entrevista "Away Make Up"

Olá, para ficares a conhecer melhor os nossos profissionais, vamos trazer até ti algumas entrevistas das pessoas que fazem parte da família "Dóidói"... os nossos voluntários, os nossos "Doutores" e "Enfermeiros" num ciclo de entrevistas:


"Away Make Up"

Trazemos hoje até vós no espaço "Away Make Up" Joana Martins de 31 anos, Técnica de Serviço Social e é também a nossa Presidente da Assembleia Geral.
Joana teve conhecimento da Associação Projecto Dr Dóidói através das redes sociais e também após uma intervenção da Associação no Teatro Municipal Pax Julia onde no decorrer do 40º aniversário do Hospital José Joaquim Fernandes, em que a Associação participou no espectáculo com pequenos sketchs.
Quando questionada porque decidiu juntar-se a esta causa, respondeu " Sempre estive ligada ao voluntariado, achei o objectivo e a forma do projecto interessante. Entrei numa fase da minha vida em que ajudar os outros era, para mim, deveras importante. Este projecto ajudou-me a ser uma pessoa melhor, sem dúvida".
Conta-nos que é um "trabalhar brincando" e que exige muito "trabalho e concentração", que existem regras de trabalho e que as cumpre o mais rigorosamente possível, no entanto por entre sorrisos nervosos deixa escapar a confidência que os relatórios efectuados no final de cada visita são o seu "calcanhar de Aquiles", que acaba por os entregar sempre em cima do prazo de entrega dos mesmos, ainda assim no prazo estipulado. Que são regras necessárias mas que também lhes dá liberdade de "trabalhar consoante a minha maneira de ser e estar, acreditando e confiando em mim própria".
Com um brilho no olhar conta-nos que a diferença do trabalho que desenvolvem se reflecte "no sorriso de cada uma das crianças com quem nos cruzamos, tirando uma ou outra que não nos acha muita piada e que respeitamos e não forçamos a nossa presença".
No Hospital de Beja são tratados "como parte integrante da equipa, nunca senti qualquer constrangimento com as equipas de saúde".
Quando perguntámos o que era para si mais gratificante neste trabalho respondeu de imediato e com um sorriso "Chegar a casa de coração cheio e com a consciência de missão cumprida".
Pedimos para concluir que nos resumisse a Associação Projecto Dr Dóidói a uma palavra: "Sorriso".


sábado, 10 de outubro de 2015

Espaço entrevista "Away Make Up"

Olá, para ficares a conhecer melhor os nossos profissionais, vamos trazer até ti algumas entrevistas das pessoas que fazem parte da família "Dóidói"... os nossos voluntários, os nossos "Doutores" e "Enfermeiros" num ciclo de entrevistas:

"Away Make Up"

Hoje no espaço entrevista "Away Make Up" temos Andrea Pedra, uma empresária de 43 anos.
Andrea chegou ao Projecto através de uma amiga que é nossa voluntária.
Quando questionada porque decidiu voluntariar-se, disse que voluntariado sempre foi algo que teve no horizonte e que "com crianças é a cereja no topo do bolo", sente que é deveras "gratificante".
Afirma que é "um trabalho muito sério" mas que pode ser feito "com muita brincadeira".
Tal como todos os entrevistados em relação às regras, afirma que têm regras a cumprir e que todos fazem-no com consciência de modo a poder fazer o seu melhor!
Perguntámos se acreditava que o trabalho desenvolvido surtia efeito, respondeu-nos "claro que sim, as crianças ficam com um brilho especial nos olhos e com uns sorrisos lindos que lhes iluminam os rostos. É como se naqueles breves momentos não estivessem no hospital, creio que para os familiares também, pois ficam muito agradecidos. Em suma ficamos todos de coração cheio".
Disse-nos que são recebidos com entusiasmo e alegria, fora um ao outro mais teimoso que passados uns momentos acabam por chamar para a brincadeira.
Sem qualquer dúvida afirmou que são extremamente bem recebidos pela equipa hospitalar.
Para Andrea, o mais gratificante nesta causa é o "Amor", "dar alegria aos pequenitos e aos "seus" graúdos e todos podermos dar Amor, muito Amor".
Andrea descreveu-nos a Associação Projecto Dr Dóidói numa palavra: "Orgulho".






domingo, 27 de setembro de 2015

Espaço entrevista "Away Make Up"

OOlá, Para ficares a conhecer melhor os nossos profissionais, vamos trazer até ti algumas entrevistas das pessoas que fazem parte da família "Dóidói"... Os nossos voluntários, os nossos "Drs" e "Enfermeiros" num ciclo de entrevistas:

"Away make up".


Hoje trazemos até vós Vânia Castanheira.
A Vânia aceitou o desafio do "Away Make Up" deixando-nos com um sorriso contagiante.
A Vânia tem 35 anos e é psicóloga.
Está connosco como sócia, voluntária e ainda como elemento da Direcção com a função de psicóloga.
Teve conhecimento da Associação através de uma colega de trabalho, tentou e considera neste momento o trabalho com as crianças terapêutico, conseguindo-se ajudar ajudando. Considera que para o voluntário é um crescimento interno ao desempenhar as suas funções.
Quando perguntámos se o que faziam era brincar em vez de trabalhar respondeu prontamente "Não! O voluntariado, principalmente com crianças, é acima de tudo um compromisso com a verdade" ainda rematou dizendo "Nesta área podemos assumir que existe diversão, mas nunca brincadeira".
A Associação Projecto Dr Dóidói funciona com regras, além dessas segundo a Vânia, reina ainda o senso comum que corrobora com "se os pais necessitam de uma atenção, nós damos, tentando sempre a melhor forma de chegar à criança não descurando a família".
Vânia acredita que o seu trabalho surte o efeito pretendido, minimizar a situação em que a criança se encontra, "a nossa presença ameniza a situação e fá-los sonhar".
Afirma que as crianças os recebem com espanto e alegria, que as equipas das instituições onde trabalham as tratam com respeito e os recebem com alegria também.
"Estar perto de uma população com carência de um sorriso" é o mais gratificante para si.
Na Direcção entrou pela primeira vez no presente executivo, no início do ano, pelo que ainda está a dar os primeiros "passinhos" e a ajudar consoante as solicitações e disponibilidade, "porque a vertente administrativa é mais exigente, mas temos sempre em conta a disponibilidade uns dos outros, desde que isso não atrase o trabalho".
Para finalizar a entrevista Vânia, descreva-nos a Associação Projecto Dr Dóidói numa só palavra "Carinho".
 

sábado, 19 de setembro de 2015

Espaço entrevista "Away Make Up"

Olá, Para ficares a conhecer melhor os nossos profissionais, vamos trazer até ti algumas entrevistas das pessoas que fazem parte da família "Dóidói"... Os nossos voluntários, os nossos "Drs" e "Enfermeiros" num ciclo de entrevistas:

"Away make up".

Hoje trazemos até vós Mónica Almeida.
Mónica aceitou o desafio do "Away Make Up" e respondeu a algumas das nossas questões.
Mónica de 42 anos é técnica de acção educativa.
Conheceu a Associação Projecto Dr Dóidói através de uma amiga que a convenceu facilmente a ingressar nas fileiras desta instituição. Quando questionada o porquê de ter sido convencida a ingressar, respondeu com um sorriso "para levar sorrisos e boa disposição a quem mais precisa".
Quando perguntámos se acreditava que o trabalho desempenhado fazia a diferença, respondeu calmamente "Sim acredito. Com as nossas brincadeiras e os nossos sorrisos, por momentos eles esquecem o local e possíveis dores, enquanto a nossa visita".
Diz ainda serem muito acarinhados tanto pelas crianças, como pelos profissionais de saúde do Hospital Beatriz Ângelo, acredita que trabalham enquanto brincam, não é só brincadeira, há regras a cumprir em cada visita, regras impostas pelo Hospital e pela Associação que representam.
Quase a terminar questionámos o que era para ela mais gratificante nesta Associação, a resposta foi "Para mim é ver o sorriso de quem mais precisa e o agradecimento por fazermos sorrir aqueles que no momento não se encontram com disposição para tal".
Mónica, resuma-nos a Associação Projecto Dr Dóidói apenas numa palavra:
"Amor"!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Contribui para a nossa causa!


O nosso trabalho!!!

Associa-te a esta causa!

Inscrições através do mail: projecto.dr.doidoi@gmail.com



Atreve-te!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Associação Projecto Dr Dóidói

Associação Projecto Dr Dóidói

Benvindo ao Blogue oficial da nossa Associação



Do seu lado direito pode ver os nossos profissionais do riso

Descendo pode consultar o nosso trabalho nas instituições

Pesquise também o nosso perfil no Facebook!

Obrigado pela visita.

Hospital de Loures

Hospital Beatriz Ângelo
*Loures*




Em Dezembro de 2012 a Associação Projecto Dr Dóidói estreou-se a "consultar" as crianças no Hospital Beatriz Ângelo em Loures.
Mais um hospital que se rendeu à nossa equipa que se farta de receitar Sorrisos e aplicar injeções de Alegria quer nas crianças que por ali andam, quer por familiares das mesmas, equipas de saúde e até por doentes e utentes que se cruzam no caminho destes "Doutores" e "Enfermeiros" apalhaçados!

Rede Social de Beja

Feira Social *Beja*

Desde 2009 que a nossa instituição faz parte da Rede Social do distrito de Beja.
Uma rede de instituições de solidariedade social à qual nos associámos com orgulho.
Participámos em alguns dos seus eventos, tais como o "Magusto", o "Dia da mobilidade", a "Volta do voluntariado" entre outros, fazendo animação às crianças e até alguns graúdos que por lá passaram... 

Hospital de Beja

Hospital José Joaquim Fernandes
*Beja*



A Associação Projecto Dr Dóidói iniciou trabalhos no Hospital de Beja em Novembro de 2007, prestando cuidados de sorrisos e gargalhadas aos utentes da pediatria deste Hospital. Todos os sábados de tarde, uma equipa de "Doutores" ou "Enfermeiros" especiais faz as suas consultas e anima as crianças internadas e de passagem pela urgência pediátrica. No final de cada visita a consciência de dever cumprido é a recompensa junto com a memória de um sorriso rasgado e verdadeiro!

"A Buganvília"

 
Casa de acolhimento temporário
"A Buganvília"

Desde Dezembro de 2009 que a nossa Associação se desloca no último domingo de cada mês à Casa de acolhimento temporário "A Buganvília" em Beja, lá desenvolvemos atividades ludicas e/ou educativas com as crianças que lá se encontram institucionalizadas.
 

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

terça-feira, 25 de maio de 2010

Sonho de ser...

"Um dia sonhei ser palhaço, não um palhaço na vida mas um palhaço para a vida, não para uma criança mas para a criança!

Ajudar a suportar as dificuldades e efermidades da vida oferecendo um sorriso, uma palavra amiga, um ombro, uma brincadeira, tentando libertar o pensamento nem que seja por uns breves momentos, sentir que posso fazer a diferença!

Ser criança é poder Brincar, é poder Sorrir, é ter Amor, é correr, é cair e voltar a levantar com os joelhos esfolados e rir... rir muito, da inocência, da simplicidade que se vai perdendo ao longo dos anos...

Por isso sonhei em ser palhaço, poder voltar atrás no meu tempo e voltar a ser simples, inocente, voltar a ser Criança... para assim poder proporcionar momentos de alegria e divertimento a quem mais precisa.

Se estás doente é mau, mas se te posso oferecer um sorriso...

Estar numa instituição de acolhimento é Diferente, mas se posso brincar contigo e ser teu amigo...


Por ti Criança que serás o meu FUTURO... eu sou quem luta por ti, quem pensa em ti, quem brinca contigo... Eu sou simplesmente Palhaço."


Texto do Presidente da Direcção:

Daniel Tapadas